Calendário de festas e feiras de sementes crioulas, realizadas no PR e em SC, em 2021, é suspenso devido a pandemia

Para preservar a vida, continuamos em casa!

Calendário de festas e feiras de sementes crioulas, realizadas no Paraná e em Santa Catarina, em 2021, é suspenso devido a pandemia

A ReSA visa a conservação da agrobiodiversidade e valorização econômica da produção de sementes crioulas destinadas à produção de alimentos saudáveis, bem como o fortalecimento da agricultura familiar e camponesa, das famílias assentadas e acampadas da reforma agrária, das comunidades indígenas, quilombolas e povos tradicionais. Se estrutura com o princípio de proteger as sementes crioulas a partir da articulação de instituições, movimentos, grupos, povos e coletivos.

Se enraíza no Paraná em 2015 e, desde então, atua ativamente na conservação e defesa da vida através das sementes crioulas, de forma que para manutenção da agrobiodiversidade é necessário cuidar de todas as formas de multiplicação das variedades e raças animais crioulas.

Estamos a mais de um ano vivendo uma pandemia, a preocupação e os cuidados com as famílias agricultoras e guardiãs, instituições, movimentos e coletivos que formam a ReSA, segue. Além de acesso precário ao Sistema Único de Saúde (SUS), acompanhamos a escalada da fome no campo. Reconhecendo o incansável trabalho de profissionais de saúde e famílias agricultoras, nos unimos a outras redes e movimentos, exigindo comida no prato e vacina no braço!

Os espaços de partilha, troca de saberes e comercialização que envolvem as sementes crioulas tem crescido de forma significativa a cada ano em municípios do interior do país. Neste momento de incerteza, também cresce o descaso dos governos federal e estadual em adotar medidas que garantam a segurança da saúde da população, negando a gravidade e riscos de morte em relação a pandemia ainda hoje. Dessa forma, atravessamos coletivamente um período de recrudescimento, tornando urgente nos cuidarmos.

Em todo o mundo, a base científica e de pesquisa mostra que a medida mais eficaz para evitar a propagação e contágio de Covid-19 é o isolamento social, evitando aglomerações, viagens e contato próximo com outras pessoas. E se sabe que as feiras e festas são locais onde se deseja exatamente a proximidade, a partilha e troca de sementes, abraços, sorrisos e saberes. Em todas as atividades há uma roda de chimarrão e muitas histórias que nos trazem a memória do território que pisamos e transformamos com a luta coletiva.

Os momentos de encontro e partilha, nas festas e feiras que percorrem todo o estado do Paraná, são o resultado de longos processos de organização e mobilização nos territórios com nossos parceiros. Celebrar a vida compartilhando o que temos de mais sagrado: as sementes crioulas, e seus conhecimentos, práticas e experiências.

Em 2017, mais de 25 mil pessoas circularam nas 15 feiras, festas e trocas de sementes crioulas. Os 23 espaços organizados em 2018 juntaram mais de 700 famílias guardiãs. E, em 2019, chegamos a 17ª Feira Regional de Sementes Crioulas e da Agrobiodiversidade, realizada no município de Rebouças. Em 2020 seriam mais de 30 encontros, onde suspendemos, pela primeira vez, o calendário, orientando que as demais organizações populares fizessem o mesmo. E agora, em 2021, ainda não conseguiremos realizar nossas ações, pois estamos vivendo outro momento deste complicado cenário e precisamos proteger e defender a vida de nossa comunidade – famílias agricultoras guardiãs, amigas e amigos, parceiros, entidades do campo popular que, juntas, formamos a ReSA.

Para podermos, em breve, celebrar juntas e juntos e pensando na saúde de todas e todos, a ReSA orienta pelo cancelamento do calendário de festas e feiras que seriam realizadas neste ano de 2021. Enquanto espaço articulador, as festas e feiras possibilitam o acesso à informação e a unificação das lutas pelos direitos dos povos e garantia da soberania alimentar.

Que esse novo momento nos permita refletir e reinventar outros espaços de discussão, reorganizando a agenda e calendário, incentivando pequenas trocas de sementes nas próprias comunidades – seguindo todas as medidas sanitárias, de segurança e distanciamento. Que as sementes crioulas sigam suas rotas pelas mãos e terras férteis cuidadas por tantas famílias agricultoras.

Te convidamos a conhecer mais sobre as ações da ReSA em 2020 e 2021, garantindo a circulação das sementes crioulas por todo estado, gerando renda para famílias agricultoras e possibilidade de construir e fortalecer a soberania e segurança alimentar e nutricional no campo e na cidade. Seguimos nos reinventando coletivamente!

Rede Sementes da Agroecologia
Paraná
Julho, 2021

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.